Instituto Faz Bem - (31) 3275-2475 | IME - (31) 3262-3555

Na vida moderna, um grande desafio é ter tempo diariamente para preparar uma comida fresquinha. Claro, tudo fresco é mais gostoso, mas considerando que nem sempre é viável, seguem algumas dicas:

Comece adquirindo potinhos de vidro com tampa plástica (tipo potinho de gelatina) e alguns potes maiores de vidro com tampa (pode aproveitar esses que vem palmito).

Compre 1 kg de carne moída (patinho), 1 kg de carne de boi para desfiar (lagarto) e 1kg de peito de frango. Tempere e prepare tudo, depois de pronto, coloque em potinhos de vidro. Para facilitar na hora de desfiar a carne, cozinhe bastante. Já para desfiar o frango, cozinhe com 1 xícara de água por 30 minutos na panela de pressão, tire a pressão toda e sacuda a panela. Já sai desfiado. Distribua em potinhos pequenos e congele.

Prepare uma travessa de quibe (1/2k g de carne moída, 1/4 pacote de trigo para quibe hidratado, tempero a gosto, hortelã picadinha, bastante azeite). Depois de assado, corte em quadradinhos de aproximadamente 8 cm e congele.

Faça alguns hambúrgueres caseiros também com 300g de carne moída, 1 xícara de aveia, 1 cenoura ralada e tempero à gosto. Embrulhe cada bifinho num filme plástico e congele.

Tenha sempre algumas latinhas de sardinha e atum na sua dispensa, além de ovos. Quando suas carnes congeladas acabarem ou quando você enjoar delas, vai ser sua salvação. Outra dica é ter sempre ervilha congelada daquelas de saquinho para quando acontecer um imprevisto e os vegetais faltarem.

Faça um molho de tomate caseiro usando 2kg de tomate (sem sementes), 1 cará grande, 1 beterraba, 1 cenoura, manjericão e tempero a gosto. Basta cortar tudo grosseiramente, cozinhar bastante e triturar com o mixer. Distribua em potinhos pequenos e congele.

Compre também temperos verdes como cebolinha e salsa, lave, enxugue bem com um papel toalha ou com uma centrífuga de verduras, pique e congele. Ter um temperinho natural pronto também é uma mão na roda. Então já deixe pronto um potinho de alho, cebola, ervas, temperos verdes e sal triturados.

Cozinhe 1kg de feijão e distribua em potinhos do tamanho da porção que você fará por vez. Congele.

Faça um panelão de sopa de legumes com carne. Use baroa, cará, batata doce, abobrinha, moranga, cenoura, tomate, chuchu, brócolis, couve flor e o que mais você gostar. Distribua em potinhos do tamanho de uma porção e congele.

Agora vem uma parte que dá um pouco mais de trabalho porque precisa ser consumida fresca: as saladas.

Você pode higienizar as folhas, secá-las e guarda-las na geladeira em vasilhas com tampa intercalando cada camada de folha com uma camada de papel toalha e fazer os demais vegetais na hora da preparação.

Outra opção é fazer as famosas saladas de pote. Nesse caso você usa potes maiores, tipo os de palmito, coloca o molho por baixo, depois alimentos cozidos e resistentes ao molho como grão de bico, feijão branco, vagem, ervilha, milho, cenoura, couve flor e brócolis. Depois vem os vegetais crus como beterraba ralada, tomate cereja inteiro, pepino, frutas e por último as folhas. Encha bem o pote, feche e guarde na geladeira por até 5 dias. Na hora de comer é só sacudir o pote.

Além das saladas, tenha sempre frutas variadas em casa. São boas opções de lanches intermediários. Fazer uma saladinha de frutas uma vez por semana e congelar poupas, também é bem interessante.

Quanto à perda de nutrientes você deve ter os seguintes raciocínios:

Congelar um alimento na hora da compra é melhor do que deixar ele muito tempo na geladeira e depois prepará-lo (já velho) na hora. Isso tanto em valores nutricionais quanto na questão microbiológica.

Em relação à salada já picada com antecedência, é melhor comer salada com poucos nutrientes do que ligar para um delivery e pedir uma gordice processada.

Agora vem a parte mais legal. O que dá para fazer com tudo isso?

Escondidinho, caldos de feijão ou abóbora, canja, canjiquinha, polenta com carne moída, macarrão à bolonhesa, sopa de ervilha, sopa de lentilha, salada com carnes, omeletes recheadas, sanduíche, tapioca, panqueca e ainda dá pra fazer um arrozinho e ter uma refeição completa.

Fácil, né? Experimente!