Instituto Faz Bem - (31) 3275-2475 | IME - (31) 3262-3555

Hoje o assunto não é exatamente sobre nutrição como de costume, mas certamente você e sua família será beneficiada.

Decidi falar sobre esse assunto porque recebo todos os dias mães desorientadas, desorganizadas, sem tempo pra nada, querendo fazer um milhão de coisas e não conseguindo realizar quase nenhuma delas. Mamães que estão no olho do furacão e que não conseguem enxergar soluções, muitas vezes simples, de tão agitadas e atordoadas que estão.

Vamos falar da loucura que é ser mãe e mulher 1001ultilidades nos tempos de hoje.

 Independente de você trabalhar ou não, o simples fato de ter um filho é o bastante e já ocupa boa parte do seu tempo, então seguem algumas dicas preciosas para você não surtar nos primeiros anos de vida da sua criança:

Use agenda. Não conte com a sua cabeça porque ela pode falhar. Ter tudo anotado ajuda a desocupar a cabeça para outras coisas mais interessantes. Tenha também uma lista de planejamento das suas atividades do dia. Isso te ajuda a não perder o foco.

Livre-se da culpa. Independente do tipo de parto que você teve, se amamentou ou não, se precisa trabalhar o dia todo. Encare a realidade e cuide para o seu presente não ser mais uma culpa no futuro. Reserve um tempo de qualidade para o seu filho e seja 100% dele nesse momento.

Adote meios-termos.  Você não precisa ser 8 ou 80. Isso te faz descartar 78 alternativas para resolver o seu problema. É melhor fazer do jeito que dá do que não fazer nada. Simplesmente comece e acredite que no meio da caminhada você encontrará forças e irá se aprimorar.

Procure conhecer e incentivar o comércio do seu bairro. Tente resolver o máximo de coisas próximo a sua casa. Isso evita mais horas no trânsito e filas absurdas. Tenha também uma lista de serviços delivery na sua região.

Se preciso for, terceirize alguma coisa sem culpa. Pode ser as funções domésticas, o transporte das crianças para a escola,

Tenha sempre uma comida saudável congelada. Imprevistos acontecem e ela será muito útil em dias assim. Esses dias escrevi no site um texto de como frequentar poucas vezes a cozinha e ter comida saudável sempre. Lá tem dicas valiosas.

Procure apoio de pessoas, profissionais e empresas que “falam na sua língua”, isso vale principalmente para escola e pediatra. Você precisa de apoio e não de se sentir pressionada ou de confundir sua cabeça.

Entenda que errar faz parte do processo. O fato de você ser uma mulher madura não significa necessariamente que você tenha que ser uma mãe madura. Sua maturidade como mãe, geralmente é proporcional à idade do seu filho, afinal de contas, ser mãe foi algo que nasceu junto com ele.

Bom, geralmente a gente acaba deixando isso por ultimo, mas não é menos importante do que as demais dicas. Cuide de você. Se esforce para se sentir bem. Tente descansar sempre que possível. Se permita ter um tempo só pra você, nem que seja no trânsito, na volta do trabalho. Faça algo prazeroso como ler, ouvir música, cochilar, caminhar, pensar em nada (se é que isso é possível).