Instituto Faz Bem - (31) 3275-2475 | IME - (31) 3262-3555
-O suco não deve fazer parte da introdução alimentar, ou seja, antes de um ano não é indicado e ponto final.
-Nem por isso ele virou uma bomba que vai explodir o seu filho, caso ele consuma esporadicamente. :bomb:
-Depois de uma ano está liberado, no máximo, o consumo de 180ml por dia e a partir dos 7 anos, até 350 ml. Mas isso não significa que suco é necessário e indispensável.
-Comer a fruta é sempre melhor do que tomar o suco dela.
-Beber água é sempre melhor do que se hidratar com suco.
-O hábito do suco acaba aumentando o consumo de açúcar e de líquidos industrializados no futuro. Cuidado!
-As frutas concentradas (como no caso do suco de uva integral e do de laranja) são ricos em frutose que pode causar danos “parecidos” com o do açúcar.
-Sucos e vitaminas continuam sendo uma ótimas opções para apresentar os sabores das frutas sem a textura para crianças seletivas.
-Suco ainda é mais saudável do que refrigerante, mesmo quando são de caixinhas, mas a qualidade do natural é muito superior à esses dois.
-Não adianta muita coisa você cortar o suco da criança e “tacar” biscoito maisena, achocolatado e guloseimas.
-Nutrição não é alimento, nutrição é alimentação. Antes de condenar um alimento avalie o contexto da sua alimentação.

Posts Relacionados